Resenha: A Once Upon a Time Tale

14:45:00

"All magic comes with a price."

A Once Upon a Time Tale
Título: A Once Upon a Time Tale
Subtítulo: Despertar

Edição: 1
ISBN: 9788542201819
Editora: Planeta
Ano: 2013
Páginas: 304





Sinopse: Emma Swan sabe muito bem como se virar sozinha. Ela foi abandonada quando ainda era um bebê e a vida não tem sido exatamente um conto de fadas para ela. Quando o filho que ela abandonou anos atrás a encontra tudo se tornará ainda mais complicado. Henry tem 10 anos agora e acredita que a mãe tenha nascido em um mundo alternativo mágico e que, seja a filha desaparecida da Branca de Neve com o Príncipe Encantado. Emma não acredita em uma palavra, mas de acordo com Henry, ela é a única que pode quebrar a maldição, jogada pela Rainha Má, e que afeta todos os personagens dos contos de fadas. Eles estariam presos na nossa realidade, na cidade de Storybrooke, sem seus poderes mágicos e sem qualquer lembrança de quem realmente são.

CUIDADO: Os textos a seguir podem conter alguns spoilers.

Resenha: Eu sempre fui um fã muito assíduo de contos de fadas, e isso não é um segredo para ninguém. Mas eu também sou viciado em uma outra coisa, e não são livros - também -: Séries de tv. Então quando a ABC Family começou a divulgar a série Once Upon a Time eu fiquei bastante temeroso, pois não sabia o que esperar, mas fui elegantemente surpreendido por um Pilot magnífico. 

Once Upon a Time tem um roteiro ótimo, e a genialidade dos escritos é evidente, e o modo como eles conseguiram mesclar todos os clássicos contos de fadas, foi de uma profissionalidade genial.
Toda ação realizada em Storybrook, como é chamado o lugar onde se situa a série, pelos personagens, sempre vai ter uma consequência mais a frente, o que é muito bom, pois essa suposta consequência não atinge somente aquele personagem em específico, mas toda uma horda de personagens diferentes, o que foi genial, pois assim nós conseguimos ter uma visão um pouco mais tridimensional da coisa, fazendo com que os demais personagens secundários deixem de ser arquétipos estereotipados.

Aqui vai um breve resumo da estória foco do livro e da série:

Emma Swan é uma espécie de "caçadora de recompensas" e não tem uma casa fixa. O que é bastante engraçado. Então em seu aniversário de 28 anos ela recebe uma visita um tanto inusitada. Um garoto chamado Henry aparece em sua porta e se diz seu filho, o que soa muito estranho na hora, mas que descobrimos logo após ser verdade. Em sua adolescência conturbada, Emma havia deixado um filho para a adoção. Mas se você esta se perguntando se as coisas podem ficar pior, eu lhes digo: Pode sim. 
Esse garoto, Henry, insiste de que Emma, sua mãe, na realidade seria uma espécie de "Salvadora", taxada na série como A Esperança, e de que esta destinada a quebrar uma maldição que assola sua cidade, Storybrook, pois ela viria a ser a filha perdida da Branca de Neve com James, o Príncipe Encantado. Emma também teria sido levada para o mundo dos humanos para que ficasse a salvo da maldição e que um dia cumprisse seu destino. 

De que Emma não acreditou em nada do que o menino falou, é fato, principalmente depois de descobrir que ele seria tratado por um psicólogo local, mas mesmo assim resolve ficar um tempo em Storybrook depois de conhecer a mãe adotiva de Henry. Regina Mills, além de mãe adotiva, também seria prefeita da cidade.

Conforme o tempo vai passando, nós vamos conhecendo os demais personagens dessa inusitada cidadezinha, e que eles realmente seriam personagens de um mundo distante, cujo foram trazidos para o nosso mundo através de uma maldição que foi lançada pela Rainha Má, madrasta de Branca de Neve. Mas a gente só fica sabendo disso, por que ao mesmo tempo em que a estória esta se passando no presente com Emma Swan, ela se passa paralelamente em um flashback no Mundo das Fadas, ou em "Far Far Away", como algumas pessoas gostam de chamar. E um destes personagens vem ser a própria Branca de Neve, ou eu deveria dizer Mary Margareth, a professora primária de Henry? #Whatever

Assim, pelo destino e dispostas a fazer a vida do Henry melhor, Emma e Mary Margareth se tornam amigas e dividem o apartamento e juntas passam por problemas e situações que reforçam a amizade das duas.

É um ótimo pilot para uma série magnífica. A série em si é ótima. Só que o livro... 

Eu sei que quando livros ganham adaptações, geralmente muito coisa se perde ou fica no ar, se tornando ruim, mas no caso de OUAT, a coisa é bem diferente: É uma série que virou livro, e um dos pontos que foi crucial para a estória, foi o modo de narrativa, trazendo somente os pontos de vistas de Emma Swan e Branca de Neve, o que deixou grandes furos em toda trama. 

Esse grande e colossal erro fez com que todas as demais estórias se perdessem, por que não teria como serem contadas uma vez que Emma e Branca não tem a compreensão das mesmas. Então a gente meio que pode dar adeus, não aos personagens, mas as estórias destes, da Belle, Cinderela, Rumpelstiltskin, a própria Rainha Má e de como tudo começou, como a Maldição foi originada. Então fica tudo muito vazio, sem explicações, sem coerência. Além de que, o livro não acrescentou nada de original na trama, então basicamente estaríamos lendo o roteiro do seriado narrado em primeira pessoa.

Então, aqui vai um conselho meu: Sabe esse dinheiro que você esta pensando em gastar nesse livro? Guarda. Economize um pouco mais e compre o box completo da série. Vá por mim, será uma melhor aquisição.
Ou se preferir, vá ler algumas fanfics da estória. Mesmo. Eu fiz isso e percebi que há muito mais pessoas, não autores, com uma base de estória muito melhor do que a autora desse livro.

Status: A Once Upon a Time Tales: Despertar Decepção


"Do not underestimate the allure of darkness, to the pure hearts are attracted by it."



You Might Also Like

3 comentários

  1. Todo mundo fala bem desse seriado, mas infelizmente meu tempo é muito curto para o assistir. :(

    Beijos, @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou super suspeito para falar sobre, pois OUAT se tornou uma das minhas séries televisivas preferida. Mas se um dia você for ver, não deixe de me informar sobre Ray. Adorarei saber sua opinião.

      Att,
      V. I. Neves

      Excluir

Olá você! Não esqueça de postar o link do seu blog aqui nos cometários para que nós também possamos dar uma visitada no seu. Okay?!

Atenciosamente,
Solstício & Equinócio