''Halloween'' na estante!

10:50:00

Não lembro exatamente onde eu vi algo parecido e que me deixou bem curioso. Foi na vitrine de uma livraria aqui perto, se não me engano. Havia algo como isso, "Bruxaria na estante". Achei bem intrigante mas não pude entrar para conferir. 

Então eu decidi mostrar a vocês os livros de terror e afins que eu tenho em minha estante. Halloween esta chegando e o clima esta ficando muito tenebroso, então vamos aproveitar todo esse ar de suspense e nos entregar ao espírito da coisa. 


Carrie, A Estranha










Quando falamos de Terror, sem margens de dúvida alguma, Stephen King é o mais célebre dos autores. Carrie, A Estranha foi o primeiro livro do autor que eu tive a oportunidade de ler e fico agradecido por isso até hoje, por que além de um dos clássicos do terror mais renomados de todos os tempos, a estória é completamente envolvente e amedrontadora. Lembro que passei alguns dias, ou melhor dizendo, noites, com medo de alguma coisa ou de alguém. Quem sabe até mesmo da própria Carrie?! Na época eu deveria ter por volta dos 13 ou 14 anos, e, desde lá para cá, comecei a achar a Samara pinto.


Garota Infernal







Garota Infernal até que tem um bom suspense, mas peca quando o quesito é estória. Eu gostei do livro pelo fato de terem conseguido fazer uma remake muito fiel do roteiro do filme, o que não é nada fácil, ou vice-versa. O livro fala basicamente desta jovem, Jennifer, que foi brutalmente assassinada em algum tipo de sabá paganico e acabou sendo possuída por entidades demoníacas. Agora ela se vê obrigada a se alimentar dos garotos da cidade, deixando um rastro de corpos putrefatos por onde quer que vá, e cabe a melhor amiga de Jennifer detê-la. Tem muita gente que acha esse livro e filme bem fraquinhos e saturados, mas eu achei bastante bons, ambos. Gostei da premissa em relação ao suspense e ao terror, retratando as Súcubos. O unico pecado é como a mitologia foi imposta.

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban








Bem, acho que não tem como falar de dia das bruxas e não falar sobre Harry Potter, pois afinal, a saga do bruxinho é a maior personificação de bruxaria da literatura moderna. Conheci Harry Potter quando estava estreando o filme 2 e foi meio que paixão a primeira vista. De lá para cá eu pesquisei sobre a estória, os livros, a autora e tudo o que envolvia HP. Escolhi o livro 3, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, para representar a saga aqui pelo fato de ser o meu preferido. Mas acho que HP 3, o livro, me deixou muito emocionado por vários motivos. É onde ele começa a descobrir com mais afinco sobre seu passado, vai descobrindo segredos cada vez mais macabros e juntamente com eles também descobre que ainda tem uma família. Mas também tem um motivo que me fez gostar muito dele: Voldemort não é o vilãozinho foco da estória. Claro que a coisa gira em torno dele, mas pela primeira vez, ele, não é a maior preocupação. 

Resident Evil: Retribuição







De início eu não sabia o que esperar deste livro, sinceramente, nem sabia que estava criando expectativas. Eu sempre fui um grande fã da franquia de filmes, por mais que não acompanhe os jogos para consoles, acho a estória sensacional. Mas eu pensava que Resident Evel fosse bom o suficiente apenas para se ver ou se jogar, e não para ler. Quando ingenuidade. Eu falei mais acima em relação a remake bem feita sobre Garota Infernal, e é sim muito bem feita, o que não é o caso do livro Resident Evel: Retribuição, mas isso não fez com ele se tornasse ridiculamente ruim. Eu gostei de como a ação se desenrolou e da maneira como o roteiro foi adaptado para literatura. É uma ação rápida e com muito sangue, literalmente. Eu recomendo.

Entrevista Com o Vampiro








Se Stephen King é o rei do suspense, definitivamente Anne Rice é a rainha. Sempre fui apaixonado pelas obras da Anne e, definitivamente, esse primeiro volume das Crônicas Vampirescas ascendeu minha alma para outro nível. Esqueci tudo o que já tinha visto ou aprendido sobre vampiros e entidades e ganhei Anne Rice de presente. Infelizmente meu livro de A Entrevista com o Vampiro não é destas tiragens com as novas artes gráficas mas... tudo bem. Eu aceito. Acho que eu posso dizer por todos os fãs da autora que foi uma tremenda pena as industrias cinematográficas não terem dado continuidade aos filmes da franquia, o que por sua vez foi completamente compreensível depois do fiasco que foi A Rainha dos Condenados.

Bruxos e Bruxas








Bruxos e Bruxas não somente é uma excelente ficção, mas também uma deturpante distopia e um instigante thriller. Acho que James Patterson merece que eu retire meu chapéu para ele neste novo trabalho que, vou logo dizendo, ele não criou sozinho. A obra também tem o dedo da Gabrielle Charbonnet, que por sua vez também é ótima. Eu terminei de ler o livro não tem muito tempo e já estou contando os dias para que O Dom seja finalmente lançado oficialmente.



As Feiticeiras de East End








Eu postei recentemente sobre este livro, ou para ser mais específico sobre a série de tv que ele originou com um nome homônimo. De início eu pensei que seria apenas mais um livro sobre bruxinhas e com triângulos amorosos e blá blá blá. Mas não é exatamente isso. A estória retrata a vida desta família, Beauchamp, que tem tem feiticeiras como membros. A estória gira em torno destas duas irmãos que aos poucos vão descobrindo que são feiticeiras, e que fazem parte de uma espécie de profecia antiga ou algo do gênero. Eu também achei incrível o fato de a autora retratar a existência de alguns personagens da série Blue Bloods nesta trama, e isso nos deixa com um gosto de quero mais. Será que eles vão migrar para cá e vice-versa?

A Iniciação








Quando eu peguei o Círculo Secreto para ler, eu estava meio em dúvida se eu ia gostar ou não, afinal, Diários do Vampiro me super decepcionou. Mas eu tentei me abster daquele fracasso de série e resolvi da uma chance para essa, e quer saber, eu até gostei bastante. A estória gira em torno desta garota, Cassie, que ao se mudar para uma nova cidade, acaba percebendo que as coisas por lá não são exatamente como ela imaginou que seria. Também começa a achar muito estranho o comportamento de algumas pessoas e o modo como a estão assediando. Em meio a muita confusão, Cassie acaba descobrindo que é uma bruxa e que carrega uma espécie de "maldição" ou algo do gênero. Eu tentei ver mais como uma espécie de dom através da linhagem sanguínea. Gostei da narrativa e de como a estória de desenrolou. Recomendo.




Bem, esses não são todos os livros macabros, ou pelo menos que deveriam ser macabros, da minha estante, mas são os que dentre todos, eu mais gostei. Então se você não leu nenhum deles ou só alguns deles, fica a dica e a recomendação em relação aos outros. Eu gostei, espero que vocês também gostem. 

Beijo gente.

You Might Also Like

1 comentários

Olá você! Não esqueça de postar o link do seu blog aqui nos cometários para que nós também possamos dar uma visitada no seu. Okay?!

Atenciosamente,
Solstício & Equinócio