Resenha: Diários do Vampiro - O Despertar

00:51:00

O Despertar



Título: Diários do Vampiro - O Despertar
Subtítulo: Diários do Vampiro - Livro 1

Edição: 7

ISBN: 9788501086150

Editora: Galera Record

Ano: 2009

Páginas: 241



Sinopse: (Livro que deu origem a série de TV Vampire Diaries) Em Fell Church, uma cidade pacata em West Virginia, a garota mais popular da escola Robert E. Lee apaixona-se por um vampiro com quatrocentos anos. Com a ajuda das amigas, Meredith e Bonnie, Elena fará tudo para seduzir Stefan. E Stefan fará tudo para proteger Elena… dele mesmo. O adolescente de olhos verdes, rosto clássico escondem um passado sombrio e uma sede que não consegue controlar. Com ele, arrasta a memória de um amor perdido e um irmão que apenas deseja vingança. Em Florença, no Renascimento, Stefan e Damon Salvatore lutaram pelo amor da mesma mulher. Séculos mais tarde, voltarão a fazê-lo. Diários do Vampiro – O Despertar é a introdução a um triângulo amoroso arrepiante: a história de dois irmãos vampiros que se odeiam e de uma garota que se vê dividida entre os dois.

ATENÇÃO, o texto a seguir pode conter spoilers.




É, eu sei, essa sinopse faz com que o livro pareça o melhor do mundo, mas infelizmente não é bem assim que aconteceu.



Diários do Vampiro conta a estória de um triângulo amoroso entre dois vampiros e uma humana. Mais do que simplesmente inimigos ferrenhos, Damon e Stefan, que também são irmãos, dividem um passado trágico. Ambos viveram na era renascentista italiana, e mesmo por de baixo das sombras, eles parecem percorrer o mesmo caminho que os conduziu até aquela vida amaldiçoada. 

No presente, a estória se passa em Fell's Church, Virgínia, onde Stefan conhece Elena Gilbert, o verdadeiro esteriótipo de perfeição. Ela é jovem, bela, popular e até namorava um jogador de futebol, mas o que Elena, tão pouco Stefan, sabiam, era que Damon procurava vingança em relação ao seu irmão, e tão logo Elena se vê dividida entre dois irmãos e entre dois grandes amores. Mas para que? A que custo?



Eu fico até bem receoso em falar isso, mas a série de livros só voltou a fazer "sucesso" depois da explosão cataclísmica de Crepúsculo, dai só então a editora resgatou o clássico, que fora lançado nos anos 90, diga-se de passagem. Eles repaginaram a coisa toda e jogaram novamente no mercado e pronto. Mais um estardalhaçante livro de ficção fantástica.

O livro não funcionou para mim por vários motivos, mas o principal e até o mais comum entre todos os leitores que não gostaram de Diários do Vampiro, foi a protagonista, Elena Gilbert. Sua maior qualidade, ou defeito, é uma berrante superficialidade , mas embora a autora envernize a personagem de decidida e autoconfiante, na realidade ela não passa de uma menina demasiada mimada, pensa ser o centro de todos os holofotes e não mede esforços para conseguir o que deseja, mesmo que para isso ela precise passar por cima de alguns. Na série de TV todo esse "Drama-Queen" teve uma explicação, mas para mim não foi plausível o suficiente.

Vocês sabem que eu até curto bastante livros de ficção fantástica e sobrenatural, então o livro não me desagradou totalmente na temática, mesmo que haja todos aqueles velhos clichês de triângulos amorosos e coisas do tipo. Em algumas estórias o relacionamento conturbado entre irmãos em relação a uma única personagem são até compreensíveis, mas mesmo assim somente são tragáveis quando bem escritas. Eu disse mais acima que o livro é bem estereotipado, e é, o que me incomoda bastante. Tem a personagem "perfeita", em tese, o mocinho conturbado pelo passado, o cara badboy, o namorado que é chutado para escanteio, e que, mesmo assim, é um cara tão legal que ainda da força para a mocinha ficar com o cara legal. Também tem a ex-melhor amiga, que na verdade se revela uma amiga não tão boa assim... Seja como for.

Algumas vezes eu achei que ficou tudo muito vago e com muitas pontas soltas, personagens um tanto mal construídos e uma realidade não tão convincente assim, nos fazendo ter que deduzir as coisas, como, quando, com quem, por que motivo as coisas vão acontecer ou aconteceram. Isso dificultou um pouco a leitura, por mais que o livro seja consideravelmente pequeno. 

Estórias que seguem com mais alguns livros pedem pelo menos o mínimo de encadeamento, para que as coisas se fechem em um ciclo perfeito de ações. Não achei que a estória tenha tido um meio e um fim. Por isso Diários do Vampiro - O Despertar não foi feito para mim. Eu até pretendo ler o restante da série, mas isso não será minha prioridade.

~ Vitor Iury Neves

Nota: 2,0

You Might Also Like

0 comentários

Olá você! Não esqueça de postar o link do seu blog aqui nos cometários para que nós também possamos dar uma visitada no seu. Okay?!

Atenciosamente,
Solstício & Equinócio