Então, eu li... Crepúsculo

12:19:00

Eu sei que provavelmente pouquíssimas pessoas vão ler este post, não pelo fato de ser Crepúsculo, mas por que a estória já esta velha e ultrapassada. Mas como eu terminei de ler a série inteira, #meudeusquesacrifício, eu resolvi resenhar. 
Como a série é composta por quatro livros e alguns spin-offs, eu vou quebrar este post em quatro partes, seguindo a ordem cronológica dos livros. Então vamos ao que interessa.



CrepúsculoTítulo: Crepúsculo

Subtítulo: Crepúsculo - Livro 1
Edição: 1
ISBN: 9788598078304
Editora: Intrínseca
Ano: 2008
Páginas: 416




Sinopse: "De três coisas eu estava convicta. Primeira, Edward era um vampiro. Segunda, havia uma parte dele - que eu não sabia que poder essa parte teria - que tinha sede do meu sangue. E terceira, eu estava incondicionalmente e irrevogavelmente apaixonada por ele."


Resenha: Crepúsculo tem sua estória voltada para a vida da jovem e desajeitada Isabella Marie Swan, que até os seus 17 anos achava que todas aquelas estórias de vampiros, lobisomens e coisas sobrenaturais eram apenas fantasia. Santa ingenuidade. 

Tudo começa quando Bella, como gosta de ser chamada, teve que se mudar de Phoenix, onde morava com a mãe e agora o novo padrasto, para Forks, uma pacata cidadezinha onde hospeda seu pai, Charlie, xerife da redondeza, o que não a agradou em nada por vários motivos: Primeiro, ela não tem mais a mesma relação filha e pai com Charlie como há alguns anos; Segundo, esta no meio do semestre e ela é a carne fresca na nova escola. 

CUIDADO: O texto a seguir pode conter alguns spoiler.

A autora ganhou alguns pontos comigo por causa do modo de escrita em que Crepúsculo foi feito, primeira pessoa. Costumo gostar mais de livros em primeira pessoa do que em terceira, isso nos faz poder entender melhor nosso protagonista e como o mundo dele gira. Mas no caso de Crepúsculo, por mais que eu tenha gostado, a cabeça da bella é um saco, e os quatro livros são assim. 

Eu não vou entrar em detalhes sórdidos do livro, uma vez por que eu acho que a maioria das pessoas já tenha lido os livros ou ao menos visto os filmes, então sabe basicamente a estória. Vou dar minha opinião direta como leitor. 

Ao contrário do que muitas pessoas acham, Crepúsculo não é, pelo menos não inteiramente, uma bosta fétida. Pelo contrário, ele tem uma boa estória de romance, um bom desenrolar de trama e sim, o romance do livro nos prende, ele faz com que tenhamos que ler do início ao fim, por mais que não dê em lugar algum, o que é o caso de Crepúsculo. Não estou dizendo que o fim do mesmo não tenha sentido, mas eu senti que em vários momentos da trama, aquilo que estava escrito, o que eu estava lendo, não era fundamental para a estória. Alguns trechos do livro poderiam ter sido cortados sem que houvesse a perda de entendimento da estória foco. Como a estória é narrada na cabeça da bella, houve essa preocupação da autora em fazer dela o mais humana, chata, deselegante e mórbida possível, o que acabou fazendo do livro inexoravelmente enorme, que se pararmos para analisar, não tem necessidade, uma vez que o primeiro livro, Crepúsculo, não tem muita estória para ser contada. 

Bella chegou na nova escola e, ao contrário do que pensou, foi muito bem recebida pelos colegas de classe, mas mesmo com aquela maré de pessoas, sua atenção foi voltada para Edward Cullen, um dos 5 irmãos mais destacados da escola. Destacados, porém ao mesmo tempo isolados. E é ai que a estória começa. Eles são um bando de vampiros.

Não posso dizer que sejam um bando exatamente, pois isso, segundo o livro, são um grupo de vampiros nômades, como os que vamos conhecer sendo os antagonistas do livro. A família Cullen, ou o clã Cullen, como preferirem, eles já moram em Forks há mais tempo do que a quantidade de dedos que você tem nas mãos e nos pés, todos juntos. E bella se sente fascinada por aquele mundo sobrenatural de uma maneira que vocês nem imaginam, ou imaginam

Mas ao contrário do que muitas pessoas viram em Crepúsculo, uma estória de vampiro, sangue, terror mas ao mesmo tempo brilhante, literalmente falando, eu tentei analisar com outros olhos, focando minha atenção para o romance e para a trama secundária. Eu vi em Edward e em bella, um romance jovem, bonito, avassalador e com fome de desejo. Mas é claro que o contexto sobrenatural sempre esteve presente na analise. Se pararmos para analisar melhor, a coisa toda não gira em torno do vampiro vegano desejar o sangue quente e pulsante da mocinha em questão. 

Claro que ao longo do caminho eu vi várias falhas hediondas, uma delas foi a edição. Não sei se o meu livro, ou todos os livros, em particular estava com tradução e edição erradas. Isso dificultou bastante minha leitura. Mas nada que eu não desse jeito. Como eu disse mais a cima, existiu vários momentos em que a estória se arrastou de um jeito muito vagaroso, tornando a leitura cansativa ao extremo, e, também teve aqueles trechos, que eu também citei, que poderiam ter sido retirados. Acho que autora quis dar o melhor de si no seu romance de estréia mas acabou exagerando, pois um livro grande requer conteúdo. Crepúsculo tem, mas nem tanto.

Eu falei mais a cima sobre os antagonistas do livro serem nômades, e é verdade. Eles são os Nômades americanos, personagens parciais da série, e os que ficam em evidência são o casal de vampiros James e Victoria, dando ênfase a fêmea, que se torna uma pedra no sapato do jovem casal por boa parte da série de livros. E como eu disse, não há uma trama muito forte neste livro quilométrico, apenas uma caçada de vampiros. Ponto. 

Ao todo o livro foi mediano, ele tem uma boa narrativa, uma trama que eu dei 3 estrelas no Skoob e uma boa premissa. Quem já leu alguma coisa a mais da autora, sem ser Crepúsculo, sabe que seu modo de escrita é simples e bastante cru, tornando a leitura leve e fácil.

O restante da série vai sendo postada periodicamente em ordem cronológica ao decorrer do mês.

Lua Nova >




You Might Also Like

0 comentários

Olá você! Não esqueça de postar o link do seu blog aqui nos cometários para que nós também possamos dar uma visitada no seu. Okay?!

Atenciosamente,
Solstício & Equinócio