Lei do Desapego: Como funciona? É possível?

13:08:00


Devo começar o post dizendo que sim, pois eu mesmo me desapego de alguns livros de vez em quando. Mas também devo confessar que não é muito fácil para algumas pessoas. Não que isso seja de fato algo ruim, mas também não completamente bom. Se desapegar de algo sempre gera um certo desconforto pessoal, mesmo que seja imperceptível momentaneamente, mas que dentro de algum tempo se mostrará visível. O que eu estou querendo dizer é que, por mais que você seja esse tipo de pessoa que não possui o hábito de se desapegar das coisas, seja por quaisquer motivos, não há necessidade para pânico se um dia vier a fazê-lo, e eu estou aqui hoje para tentar ajudá-lo com algumas dicas, seja em relação a livros ou a qualquer outra coisa, e mostrar que também pode um lado positivo nisso. Vamos lá:


1 - Certifique-se de que o item realmente faz o seu estilo. Independente de ser um livro, uma roupa ou qualquer outra coisa, você tem que ter em mente de que ele (o objeto) realmente te agrada em algum aspecto. E também não adianta inventar desculpas esfarrapadas sobre "um dia eu poderei precisar". Até você mesmo sabe que isso é uma mentira. Então se você ainda não tocou nele, mesmo depois de um bom tempo, desapegue.

2 - Mantendo o raciocínio do ponto de vista acima, caso você já possua o objeto em questão há muito tempo, e mesmo assim nem sequer encostou nele, e esta deixando-o empoeirar, faça um favor a você mesmo e a ele. Desapegue-se.

3 - Esta próxima dica vale mais para livros do que para qualquer outra coisa, com algumas exceções, claro. Analise o livro e a sua estória, e caso ele tenha sido muito marcante ou de alguma maneira importante para você, tudo bem guardá-lo, mas se foi apenas uma boa estória ou apenas uma estória divertida na qual você tem certeza que não lerá novamente ou por um bom tempo, desapegue-se, e deixe uma outra pessoa se divertir com ela também.

4 - Você de alguma maneira esta se sentindo desconfortável ou simplesmente não esta gostando desse livro ou objeto? A leitura esta cansativa? Não é vergonha alguma abandonar o livro. E muito menos se desapegar dele, pois com certeza você não irá lê-lo novamente. Ou pelo menos não tão cedo. Mas lembre-se da dica número 1. Isso também se aplica a séries/trilogias e afins. Se não gostou do primeiro livro, não se dê ao trabalho de comprar a continuação, mas caso já tenha se aventurado e ainda assim não esta gostando... esta esperando o que? Um convite formal para se desapegar? Ninguém é obrigado a ler aquilo que não se sente confortável.

5 - Comprou só por que esta na moda ou por que alguém te disse que é indispensável? Sinto lhe informar, mas você foi manipulado, pois a única pessoa que pode dizer o que é ou não é indispensável para você, é você mesmo. E isso também se aplica aos livros. Comprou um clássico por exemplo, pois alguém disse que é uma obra obrigatória para a vida, mas você não se sente no clima ou pior, realmente não gosta de ler clássicos... querido, aperte o botão OLX. Isso também vale para Sandálias-Gladiadora hem. Rum'-' Mas lembre-se da dica número 4.

6 - A próxima dica pode ser um pouco controversa. Pagou caro em alguma coisa e não gostou dela... ai que entra o dilema do desapego. Caso você realmente não queira se desapegar do produto por que pagou caro nele, você ainda tem uma segunda opção, que seria a da revenda. Hoje em dia existem milhares de sites de venda e revenda de produtos na internet, e além de ser uma ótima forma de se desapegar do produto, ainda pode lucrar um pouco em cima disso. Mas lembre-se de que talvez não conseguirá o mesmo valor pelo qual o comprou. A vida é dura meu querido, então aproveite todas as suas possibilidades, pois se ela lhe der limões, peça gelo e açúcar também.

7 - Mas não menos importante: antes de fazer uma compra, pergunte-se tudo isso primeiro. "O livro é do meu agrado? Faz o meu gênero?"; "Eu realmente irei lê-lo agora?"; "Será que eu realmente preciso dele nesse instante, ou posso esperar mais algum tempo?"; "Eu não gostei muito do primeiro, então será que eu realmente terei ânimo de ler o segundo?"; "Eu não tenho paciência para clássicos, então será que realmente será uma boa aquisição para mim?". Talvez isso lhe poupe um bom dinheiro, tempo e espaço.


O objetivo do post realmente foi tentar ajudá-los a se desapegarem de coisas que já não estão mais sendo realmente necessárias para vocês. Em determinado momento nossa estante fica tão lotada, tão abarrotada que não possui mais espaço para os livros novos que chegarão. Os blogs que possuem parcerias com editoras e autores sabem muito bem como é este dilema. Isso também se aplica a armários, sapateiras e etc.. Seja qual for seu calcanhar de Aquiles, acredite, para tudo tem um jeitinho. É isso ai pessoal, espero que tenha ajudado alguém. Abraços.

Att,
Vitor Iury Neves

You Might Also Like

2 comentários

  1. Oi! Tudo bem?
    Eu tenho um verdadeiro amor pelos meus livros, pra desapegar deles é bem difícil. Espero que suas dicas me ajudem. Vou anotar tudinho.

    Beijocas da Jay
    http://aprateleira2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá o/ Espero que as dicas tenham sido verdadeiramente úteis. Me conta se conseguiu aplicá-las no seu dia-a-dia e, caso não, como foi essa tentativa!?

      Abraço,
      Vitor Iury Neves

      Excluir

Olá você! Não esqueça de postar o link do seu blog aqui nos cometários para que nós também possamos dar uma visitada no seu. Okay?!

Atenciosamente,
Solstício & Equinócio